ÁREAS: Surdez

Intervenção educativa com alunos surdos

Os alunos com surdez estão abrangidos pelo modelo de intervenção bilingue na educação de alunos surdos. Estes, são provenientes de uma área geográfica que engloba vários concelhos limítrofes, sendo a única Escola nas proximidades com esta modalidade educativa, que consubstancia a resposta educativa indispensável ao sucesso educativo desta população. Somente com a concentração destes alunos é possível reivindicar à tutela os recursos técnicos especializados e multidisciplinares que uma intervenção desta natureza exige.
Para além do atendimento e apoio aos alunos surdos, pretende-se ainda divulgar e utilizar a Língua Gestual Portuguesa (LGP), tornando esta Escola num espaço aberto a toda a comunidade educativa, onde todos, pais, professores, assistentes operacionais, funcionários administrativos e outros cidadãos, conheçam e se integrem nesta dinâmica de intervenção. Assim, têm sido desenvolvidas várias ações de formação em LGP, de modo a que os alunos a utilizem quer com os seus pares quer com outros elementos da comunidade educativa. É fundamental que todos os intervenientes possuam a consciência de que o processo educacional do aluno surdo implica uma compreensão profunda das suas especificidades pedagógicas e sociais, o entendimento do seu mundo, necessidades e aspirações.
Para além do envolvimento de todos, a eficácia e o sucesso destes alunos passa pelo trabalho imprescindível e multidisciplinar de docentes e técnicos especializados. Existem neste Agrupamento de Escolas três docentes especializados (grupo 920), um formador de LGP, um intérprete/tradutor de LGP e um terapeuta da fala.
Em jeito de conclusão, podemos afirmar que a renovação das perspetivas educativas assenta num conhecimento ou reconhecimento do surdo como pessoa com os seus valores, a sua cultura e a sua língua. A garantia e qualidade do atendimento, neste Agrupamento de Escolas é hoje uma realidade irreversível!

...